Capa » George Orwell » Artigos

  A função política da linguagem
Por: Antonio Ozaí da Silva - Publicado em: 24.05.2003
Heródoto lia sua história aos povos da Grécia reunidos ao ar livre e tudo ressoava com aplausos. Hoje o acadêmico que, num dia de assembléia pública, lê uma memória, é ouvido com dificuldade no fundo da sala.
(ROUSSEAU: 1978, p. 199)
As palavras se transformam conforme mudam as necessidades humanas. As sociedades evoluem, surgem novas necessidades e criam-se novas palavras para expressá-las. Muitas vezes, perde-seu sentido original e cai-se no esquecimento.
Nada mais perigoso do ponto de vista político do que o uso das palavras. Já os sofistas na Grécia Antiga perceberam a importância da linguagem, especializando-se na retórica. “Nos tempos antigos”, observou Rousseau, “quando a persuasão constituía uma força
  1 - 2 - 3 - 4 - 5  
 
 

  [+} Para Saber mais

  
 

1984
Obra-prima de George Orwell. [$]










   Canais
  1 literatura
  2 miniver
  3 quarto 101
  4 outra versão
  5 teletela
  6 principal
  7 dupliarquivo
 
    
   
[+] Envie esta matéria: